Adaptação de lentes de contato

Lentes de contato são usadas para corrigir miopia, hipermetropia e astigmatismo. Geralmente são gelatinosas (hidrofílicas), absorvem água e são flexíveis e mais confortáveis.

Porém a melhor correção óptica em córneas irregulares, como por exemplo no ceratocone, é geralmente proporcionada pelas lentes de contato rígidas.  São menos confortáveis, mas geralmente proporcionam maior estabilidade de visão, além de respeitarem melhor o metabolismo corneano, o que é muito importante, e não apenas para os casos de ceratocone.

Existem lentes de contato para serem utilizadas somente à noite. O objetivo delas é deformar um pouco a córnea, de modo a retificar sua curvatura exagerada e irregular e desse modo possibilitar a correção de miopias e astigmatismos leves. Essa é uma super especialidade da área da oftalmologia,  denominada ortoceratologia, e que pode possibilitar a compensação transitória do ceratocone.

LENTES TERAPÊUTICAS: não visam corrigir refrações, mas funcionam como um curativo protetivo em caso de lesões do olho, úlceras, pós-operatório de cirurgias, etc.

LENTES ESCLERAIS: lentes de grande diâmetro, que não se apoiam na córnea, dão mais conforto e compensam problemas de curvatura da córnea, como ceratocone, degeneração pelúcida, ectasias centrais e periféricas da córnea. Podem eventualmente ser um alternativa válida ao transplante de córnea.