Solicitação de ExamesCADASTRE-SE AQUI

Dicas Oftalmológicas

Na oftalmologia, o Laser possui várias indicações e utilidades e, por isso, há um tipo para cada finalidade. Existe o laser da retina cuja aplicação maior é para casos de retinopatia diabética. Outra possibilidade é a indicação em casos de pós-operatório tardio de cirurgias de catarata. E o terceiro, mais frequente e difundido, é o laser para correções de ametropias (miopia, astigmatismo e presbiopia).

Excimer Laser:

O Excimer Laser é uma radiação luminosa especial que possibilita fazer um micropolimento da superfície da córnea. Esse procedimento é feito por meio de cálculos computadorizados que resultam em correção de várias ametropias (miopia, astigmatismo e hipermetropia) e também na remoção de cicatrizes superficiais da córnea.

Quaisquer doenças do olho, como glaucoma, conjuntivite, blefarite, ceratite, úlcera de córnea, ceratocone, entre outras, tornam a cirurgia contraindicada. Com o avanço dos equipamentos utilizados, problemas como a hipercorreção, a hipocorreção e o haze (cicatrização) são cada vez menos frequentes.

A oftalmologia moderna não se faz apenas com o conhecimento técnico das variadas patologias oculares. Mas, para diagnóstico e tratamento efetivo, podemos contar com o auxílio dos mais sofisticados equipamentos, que estão em constante atualização e nos fornecem dados importantes.

Veja abaixo os principais exames disponibilizados no Hospital Barigui de Oftalmologia e suas finalidades principais:

  • Ceratoscopia computadorizada da córnea, ou Topografia corneana: Analisa detalhadamente as curvaturas da córnea. Utiliza-se para diagnóstico e acompanhamento de alterações de curvatura, como ceratocone, por exemplo. Também é útil na avaliação pré e pós-operatória de algumas cirurgias (catarata, transplante, refrativas, entre outras) e na adaptação de lentes de contato;
  • Microscopia especular de córnea: Permite avaliar a quantidade e qualidade das células da face interna da córnea. São informações importantes em pré e pós-operatório de algumas cirurgias, no acompanhamento de algumas doenças corneanas e na avaliação da toxidade de lentes de contato;
  • Paquimetria: Informa sobre a espessura da córnea e é fundamental no pré e pós-operatório de cirurgias da córnea (refrativas, transplantes) e da catarata, na condução de casos de glaucoma e no diagnóstico de várias patologias como, por exemplo, ceratocone;
  • Biometria: Mede o comprimento do olho, a espessura e as distâncias entre as estruturas intraoculares. Indispensável na programação da cirurgia da catarata, no implante de algumas lentes especiais e no diagnóstico e condução de algumas patologias;
  • Ecografia ocular: Fornece informações sobre elementos do olho quando o exame visual é impossível ou muito prejudicado;
  • Campimetria computadorizada: Utilizada no diagnóstico e acompanhamento de glaucoma e de algumas doenças neurológicas;
  • Angiografia: Permite avaliar o estado circulatório da retina, alguns tumores e outras condições retinianas;
  • Estereofoto de papilas e retinografias: Fundamental no diagnóstico e acompanhamento de glaucoma e de doenças da retina, da coróide e nervo óptico, sendo importante para documentar alterações destas estruturas;
  • Gonioscopia: Permite o acesso visual ao ângulo da câmara anterior, formado entre a superfície anterior da íris e face posterior da córnea. Importante para classificar e orientar tratamento de glaucoma;
  • Pam: Mede o potencial de acuidade visual em olhos cujas estruturas como córnea e cristalino estão comprometidas.

  • Incline a cabeça para trás ou deite olhando para cima;
  • Segure o tubo de pomada aquecendo o seu conteúdo. Isto facilitará o fluxo;
  • Aplique cerca de 1 cm da pomada dentro do saco conjuntival;
  • Pisque repetidamente para que a pomada atinja toda a superfície ocular;
  • Pode haver embaçamento temporário da visão;
  • O excesso de pomada ao redor dos olhos pode ser removido com um lenço de papel descartável;
  • O intervalo entre duas ou mais pomadas deve ser de, no mínimo, 10 minutos.

  • Incline a cabeça para trás ou deite olhando para cima;
  • Puxando suavemente para baixo a pálpebra inferior, pingue uma gota do colírio (em geral não é necessário mais que uma gota a cada instilação);
  • Após a aplicação, mantenha os olhos fechados por cerca de 30 segundos;
  • Caso seja de orientação de seu médico, aplique uma pressão no canto interno do olho. Desta forma, há diminuição da absorção do colírio pela corrente sanguínea, com aumento da penetração ocular e redução dos assim seus efeitos sistêmicos;
  • Se houver necessidade de aplicação de mais de um colírio, dê um intervalo de pelo menos 5 minutos de intervalo entre as instilações.

  • Antes da manipulação de qualquer medicação, lave as mãos cuidadosamente;
  • Evite o contato do conta-gotas do colírio com os dedos e a superfície dos olhos;
  • Não lave o conta-gotas;
  • Após o término do tratamento, se restar produto dentro do frasco, descarte-o mesmo assim, evitando o uso inadvertido e sem a prescrição do seu oftalmologista. É importante lembrar que os frascos abertos são facilmente contamináveis;
  • Guarde os produtos em local fresco, seco, ao abrigo da luz (exceto em situações em que o armazenamento sob refrigeração for recomendado) e longe do alcance de crianças.

É muito comum observar pacientes submetidos a sessões de colírios enquanto se aguarda o atendimento na sala de espera do oftalmologista. Tal procedimento é indicado em alguns casos específicos e tem duas finalidades principais.

Uma é permitir a visualização das estruturas oculares que estão atrás da íris, que é a parte colorida do olho. Estas estruturas são: o cristalino, corpo vítreo, retina, coróide e nervo óptico.

Outra finalidade é paralisar momentaneamente a capacidade de focalizar do olho, que se chama de “acomodação”, para permitir uma avaliação mais precisa da graduação dos óculos. Esta segunda finalidade se utiliza com mais frequência em crianças e no pré-operatório de algumas cirurgias.

Para submeter-se a este procedimento é conveniente que o paciente esteja acompanhado e se prive de realizar tarefas que exigem boa visão e atenção, como, por exemplo, conduzir veículos.

Entre em contato conosco

Quer marcar uma consulta?


Se preferir, utilize o formulário abaixo

É facil e rápido

hidea.com - agência web