Solicitação de ExamesCADASTRE-SE AQUI

BLOG - HBO

Conheça o Galilei, a mais alta tecnologia para tomografia de córnea e segmento anterior

Um aparelho de tomografia computadorizada fabricado na Suíça, o “Galilei” (Dual Scheimpflug Analyzer), é atualmente o meio mais avançado para analisar as superfícies anterior e posterior, bem como as várias camadas, da córnea. Esse exame obtém resultados muito mais precisos e completos do que a topografia, por isso é indicado para pacientes candidatos à cirurgia refrativa, para diagnóstico e acompanhamento de ceratocone e de outras deformidades corneanas, candidatos à cirurgia de catarata, e para o pré e pós operatório do transplante de córnea.

Por meio do Galilei, é possível avaliar todas as medidas oculares do segmento anterior do olho, incluindo o ângulo e profundidade da câmara anterior. Tudo isso por meio da análise computadorizada de mapas e gráficos da córnea e de suas anomalias. Isso é possível graças à combinação de duas tecnologias: imagens de Plácido para curvaturas e de Scheimpflug para elevações.

Além das utilizações acima, o Galilei também é de grande utilidade para a escolha da melhor lente de contato, da melhor lente intraocular, auxílio no diagnóstico do glaucoma e identificação da catarata.

Publicado em: 26/06/2014


Palestra com Dr. Artur Schmitt em Joinville

Em mais um convite da empresa Adapt, o médico Artur Schmitt, do Hospital Barigui de Oftalmologia, ministrará uma palestra como tema “State of the art na Seleção da Lente Intraocular”, desta vez em Joinville.

Na ocasião, o Dr. Artur falará comos colegas de profissão sobre uma técnica inovadora de escolha da lente intraocular a ser usada na cirurgia de catarata para correção da presbiopia, conhecida como vista cansada, e astigmatismo. O bate-papo será no dia 11 de junho e faz parte do Encontro Científico do Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghane.

Publicado em: 10/06/2014


Atenção ao ceratocone!

Uma das causas mais frequentes de transplante de córnea no Brasil é o Ceratocone. Causada por um aumento da curvatura corneana, esta é uma patologia ocular muito comum e que prejudica a acuidade visual. No início, ela é facilmente confundida com miopia ou astigmatismo, mas conforme a sua evolução, a visão fica cada vez mais comprometida.

Os sintomas mais comuns são a diplopia monocular, também conhecida como a percepção de imagens “fantasmas”, e a fotofobia, sensibilidade anormal à luz. As causas são diversas, sendo que a principal é a hereditariedade. O ceratocone geralmente inicia-se na adolescência e já foi comprovado que o hábito de coçar o olho com frequência aumenta as chances de desenvolver o distúrbio neste período.

Para evitar a necessidade de um transplante de córnea, um diagnóstico precoce é essencial, no entanto, isto só é possível com o uso de aparelhos especializados. No Hospital Barigui de Oftalmologia os médicos têm acesso aos meios mais avançados para se realizar os exames de prevenção. Alguns sinais, como os “Anéis de Fleischer”, as “Linhas de Vogt” e o afinamento corneano são característicos do ceratocone e, embora sejam sinais mais tardios do que aqueles detectáveis através de exames mais sofisticados, também auxiliam o oftalmologista a identificar a patologia no momento do exame.

Texto por: Dr. Pedro Modesto Piccoli, CRM 5068/PR

Imagem: FreeDigitalPhotos.net

Publicado em: 05/06/2014


Entre em contato conosco

Quer marcar uma consulta?


Se preferir, utilize o formulário abaixo

É facil e rápido

hidea.com - agência web