Solicitação de ExamesCADASTRE-SE AQUI

BLOG - HBO

O laser no tratamento de doenças oftalmológicas Pt. 2

Continuamos com a série sobre laser e sua atuação na oftalmologia. Confira mais algumas doenças que podem ser tratadas e outros procedimentos que usam esta tecnologia:

- Coroidopatia Serosa Central: processo inflamatório intraocular caracterizado por acúmulo de líquido subretiniano e que acarreta na distorção na imagem. Em casos específicos pode ser tratada com laser;

- Melanoma de Coroide: tumor intraocular com menos de 10mm, tratado com laser de diodo;

- Catarata: após a cirurgia de catarata, na qual o apoio da lente intraocular implantada torna-se opaco, emprega-se o yag laser para restabelecer a visão alcançada com a cirurgia;

- Glaucoma: caracteriza-se pelo dano no nervo óptico, ocasionado pelo aumento da pressão intraocular. Pode ser tratado com laser, buscando aumentar a drenagem do humor aquoso (líquido intraocular que rege a pressão) e consequentemente reduzir a pressão intraocular;

- Triquíase: os cílios que se encostam à superfície ocular podem ser extraídos através do laser, amenizando a sensação de desconforto;

- Cirurgia refrativa: o procedimento cirúrgico com excimer laser é capaz de remodelar a superfície corneana (tecido transparente ocular), reduzindo ou até mesmo eliminando a necessidade de óculos ou lentes de contato.

Agora você já sabe que o laser é uma excelente opção de tratamento para determinadas patologias oculares. É um procedimento seguro, que pode evitar a perda visual, restabelecer a visão ou pelo menos aumentar a qualidade de vida do indivíduo.

Texto por: Dr. Walter B. Carneiro Filho, CRM 15669/PR

Foto: Focus Laser Vision

Publicado em: 26/05/2014


HBO no Congresso Paranaense de Oftalmologia

Acontece nesta semana o 39º Congresso Paranaense de Oftalmologia, evento no qual Artur Schmitt, médico do HBO, ministrará palestras e aulas.

Os temas apresentados por ele englobarão os assuntos: Cirurgia refrativa e catarata; e Cirurgia de catarata e astigmatismo (lentes intraoculares tóricas multifocais).

O congresso ocorre nos dias 22, 23 e 24 de maio, no Centro de Eventos de Londrina, localizado na Rod. Mabio Gonçalves Palhano, 333. Para mais informações, acesse o site http://congressoapo.com.br/index.php.

Publicado em: 22/05/2014


O laser no tratamento de doenças oftalmológicas Pt. 1

Como você viu no post anterior, o laser pode ser usado de diversas maneiras pela oftalmologia. O tratamento feito com laser apresenta algumas vantagens, pois a luz emitida não apresenta risco de infecção, o paciente não necessita ficar internado e o cirurgião tem total precisão e controle do procedimento.

O laser é empregado no tratamento de várias patologias oftálmicas como:

- Buracos ou rasgos na retina: a retina é camada interna ocular responsável pela captação da luz. Buracos nesta área podem ocasionar seu descolamento e perda visual, sendo que os sintomas premonitórios incluem flashes de luz. A maioria dos rasgos e buracos retinianos pode ser tratada com laser de argônio se for diagnosticada antes do descolamento da retina. Caso a retina já esteja descolada, o laser é usado em uma das etapas da cirurgia reparadora, conhecida como vitrectomia;

- Retinopatia Diabética: o paciente diabético pode desenvolver vasos sanguíneos anormais (neovasos) ou apresentar vazamento e/ou sangramento dos vasos pré-existentes. Sendo assim, o laser coagula estes vasos sanguíneos, reduzindo o inchaço retiniano, desacelera o crescimento dos neovasos e diminui o risco de sangramento ocular;

- Degeneração Macular Relacionada à Idade: a mácula é a região central da retina responsável pela percepção de cores e formas nítidas. Uma vez afetada, interfere na visão central, afetando, principalmente, a leitura. A forma degenerativa macular caracterizada como úmida (vasos anormais que sangram e destróem o tecido macular) pode ser tratada com laser em casos selecionados;

- Oclusão Venosa Retiniana: também conhecida como Trombose Retiniana, pode ser tratada com laser para reabsorver as hemorragias ou evitar o aumento da pressão intraocular (glaucoma neovascular).

No próximo post, você conhecerá mais alguns procedimentos oftalmológicos que utilizam o laser. Até a próxima!

Texto por: Dr. Walter B. Carneiro Filho, CRM 15669/PR

Publicado em: 20/05/2014


Entre em contato conosco

Quer marcar uma consulta?


Se preferir, utilize o formulário abaixo

É facil e rápido

hidea.com - agência web